Mauro Cardim critica a redução de postos de trabalho em Lauro de Freitas

O presidente do Instituto Metropolitano de Desenvolvimento Social e Inovação, Mauro Cardim, afirma que a Prefeitura de Lauro de Freitas cria “desemprego em massa”. Segundo ele, em setembro deste ano, Lauro de Freitas perdeu 650 vagas de emprego, “o pior resultado do estado”.

“Enquanto isso, no mesmo período, Salvador criou 1966 novas vagas, Brumado, 189, Casa Nova, 359, Feira de Santana, 355, Jequié, 149, Juazeiro, 857, e por aí vai”, disse.

Os dados são do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados no dia 18 de outubro.

Mauro Cardim informa que devido aos números de cidades como Lauro de Freitas, a Bahia criou apenas 4500 novas vagas, ficando atrás, no Nordeste, de Pernambuco (17630), Alagoas (16529) e Ceará (6323). “Isso demonstra que a Bahia perdeu nos últimos anos o protagonismo no Nordeste”, frisou.

“Diante desses números, o que o Poder Público Municipal de Lauro de Freitas tem feito? Nada. Pelo contrário, é cada vez mais difícil criar empregos na cidade, conseguir alvarás, habite-se, licenças, tudo demora meses para sair, quando sai”, reclamou Cardim.

Os dados de emprego divulgados Ministério da Economia garante que o saldo nacional foi positivo para quase 160 mil novas pessoas empregadas somente no mês de setembro, o melhor número para os últimos seis anos, com destaque para a Região Nordeste. E grande destaque para Pernambuco, que sozinho criou quase 18 mil novas vagas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, digite seu nome aqui